Destaques, Notícias

Dia Mundial do Câncer: Apor dá exemplo em diagnóstico precoce do câncer de mama

publicado em 8 de fevereiro de 2022

Neste Dia Mundial do Câncer, 4 de fevereiro, é fundamental alertar a população do papel primordial da prevenção. A detecção precoce do câncer é a principal maneira de se evitar maior sofrimento dos pacientes e de familiares durante o tratamento, e até o agravamento da doença e o óbito. Em Rondonópolis, a prevenção é feita na rede pública na atenção básica, mas a Associação dos Pacientes Oncológicos de Rondonópolis (Apor) atua diretamente com ações de prevenção. Atualmente a Apor mantém o Centro de Prevenção e Diagnóstico do Câncer de Mama, que atende mulheres de Rondonópolis e municípios da região.

Segundo a gestora da Apor, Marleide Narciso, o objetivo principal no combate ao câncer é diagnóstico precoce, evitando sofrimento para o paciente e familiares no tratamento, ou até mesmo o óbito, quando já é diagnosticado tardio. Ela explica que no Centro de Prevenção e Diagnóstico Precoce do Câncer de Mama da Apor, por exemplo, é ofertado para a população feminina o serviço de mamografia, ultrassonografia de mama, além de consultas com mastologista, biópsias, atendimentos com a equipe de apoio com nutricionista, psicólogas e fisioterapeutas. As atividades são desenvolvidas por meio de uma parceria com a Prefeitura de Rondonópolis.

“A paciente é encaminhada pela Central de Regulação, seja do Município de Rondonópolis ou dos demais municípios da região, para a realização da mamografia ou ultrassonografia de mama. Sendo detectada suspeita de nódulos, a paciente é encaminhada para o profissional mastologista para consulta e, se necessário, já realiza a biópsia, que o material é encaminhado para o Laboratório de anatomopatológico para análise. Há pacientes que em 30 dias já está com o diagnóstico, o que facilita o tratamento”, exemplifica Marleide.

Hoje, 167 mulheres de Rondonópolis estão em acompanhamento na Apor, em tratamento do câncer de mama e, em 2021, 76 casos da doença foram diagnosticados entre moradores da cidade no centro de prevenção da Apor.

Assim como o câncer de mama, a detecção precoce é fundamental nos demais tipos da doença. Atualmente, a Apor atende também casos de câncer de cabeça e pescoço. Os pacientes são atendidos pela equipe de apoio (nutricionista, fisioterapeuta e psicóloga) no centro de prevenção da Apor, com o objetivo de proporcionar qualidade na vida ao paciente durante o tratamento, buscando reintegrar a sua vida ao cotidiano, com dignidade e enfrentamento da doença.

O primeiro passo é sempre procurar um posto de saúde para realizar os exames preventivos necessários para a detecção de câncer precoce. O câncer de próstata, por exemplo, é um de maior incidência entre os homens, e a prevenção é essencial, com exames ofertados na rede pública. As mulheres também devem manter atenção especial com o câncer de útero, cuja a prevenção é feita com exames ginecológicos periódicos que podem ser realizados nos postos de saúde.

 

Fonte: A Tribuna