Destaques

Apor e Clínica Sirius realizam mais de 100 atendimentos no mutirão contra o câncer de cabeça e pescoço no Ceadas

publicado em 3 de agosto de 2021

O Centro Especializado de Apoio Diagnóstico Albert Sabin (Ceadas) realizou nesta sexta-feira (30) um mutirão de atendimento para diagnosticar precocemente ocorrências de câncer de cabeça e pescoço.

O mutirão, realizado em parceria com a Associação dos Pacientes Oncológicos de Rondonópolis (Apor), Consórcio Regional de Saúde Sul de Mato Grosso (Coress), Oncoprime, Clínica Sirius e Laboratório Célula, faz parte da programação da Secretaria Municipal de Saúde do “Julho Verde”, mês dedicado para ações que viam conscientizar a população quanto à prevenção e ao diagnóstico precoce da doença.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), os cânceres de cabeça e pescoço têm alto índice de mortalidade no país, e fazem parte os tumores de lábios, cavidade oral, faringe, laringe, cavidade nasal e tireoide.

“Uma vez diagnosticado precocemente, em fase inicial, a chance de cura é altíssima, em média 90% de possibilidade de eliminar a doença com o tratamento adequado”, destacou o médico Carlos Henrique Fortes Pereira, especialista em cirurgia de cabeça e pescoço, que coordenou o mutirão no Ceadas.

Ao todo, 114 pessoas de diferentes idades foram atendidas nesta sexta-feira. De acordo com o médico cirurgião Carlos Henrique, destas, seis passaram por biopsias de lesões suspeitas de câncer de boca e laringe.

“Caso o resultado seja positivo, serão encaminhadas para iniciar o tratamento adequado”, informou o médico, complementando que também foram agendadas 24 cirurgias para tratamento de lesões suspeitas de câncer de pele.

De acordo com o médico cirurgião, em Rondonópolis são realizadas de dez a 15 cirurgias oncológicas de cabeça e pescoço por mês. Todas têm aporte financeiro da Apor.

Fonte: Primeira Hora