Destaques, Notícias

Homens com mais de 40 anos, deixe a vergonha de lado e procure seu médico

publicado em 25 de junho de 2014

O câncer de próstata é o segundo tipo de tumor que mais atinge os homens depois dos 60 anos. Os exames preventivos devem fazer parte do check up a partir dos 40.

Viver mais e melhor é o lema da turma da terceira idade, que no Brasil não para de crescer. Já são mais de 20 milhões de pessoas com mais de 60 anos no país. Não é raro encontrar, hoje, pessoas com mais de 100 anos de idade, que são mostradas pela imprensa como exemplos de uma vida plena. Mas, o envelhecimento da população impacta também no aumento expressivo do número de casos de doenças, típicas da idade, como o câncer de próstata.

A boa notícia é que quando diagnosticado no estágio inicial, a chance de cura é de 70 a 90%. Daí a importância da prevenção, a partir dos 40 anos de idade. Porém, os homens ainda são resistentes ao principal exame que pode detectar precocemente a doença: o toque retal, sem contar o fato de que se preocupam menos com a saúde e só procuram um médico quando ficam doentes.

É importante que os homens cuidem da saúde da próstata tão bem quanto as mulheres cuidam das mamas. Isso porque a próstata é a glândula do sistema reprodutor masculino, localizada na parte baixa do abdômen. A próstata produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozoides, liberado durante o ato sexual. Todo homem a partir dos 40 anos deve procurar um urologista para fazer um check up da próstata. A incidência do câncer de próstata duplica, a cada dez anos, após os 50 anos.

Vale lembrar que o fator hereditário conta bastante. O perigo duplica para filhos e irmãos de vítimas do mal. As estatísticas tornam-se ainda mais dramáticas se também o avô ou um tio sofreram ou sofrem da neoplasia. Os riscos, aqui, são cinco vezes maiores.

O câncer de próstata, em 80% dos casos, cresce lentamente (leva cerca de 15 anos para atingir 1cm3) e não causa nenhum sintoma. Em estágios mais avançados, os tumores na próstata podem causar dificuldade para urinar, sensação de não esvaziar a bexiga e presença de sangue na urina. Dores ósseas, principalmente na região das costas, podem indicar que a doença já evoluiu para um estágio de maior gravidade, com metástases. Por isso é mais comum a doença ser diagnosticada em pessoas com mais de 65 anos de idade.

A falta de sintomas é a principal causa dos homens não procurarem orientação médica e isso pode significar a diferença entre viver ou morrer. Sendo assim, fazer um check up da próstata é fundamental.

Outro mito é que apenas o toque retal é suficiente para detectar alguma alteração. Esse exame deixa de flagrar 30% dos tumores. Em meados da década de 80, um novo teste foi incorporado à rotina de prevenção ao câncer de próstata: a dosagem de PSA, uma proteína produzida pela glândula. Com a análise de suas concentrações no sangue é possível detectar tumores microscópicos. Combinados, o PSA e o toque retal dão aos médicos um diagnóstico quase absoluto.
Não basta viver mais, é preciso viver a vida plenamente. Se você é homem e tem mais de 40 anos, deixe a vergonha de lado e procure seu médico o quanto antes. A prevenção, ainda, é o melhor remédio.

Fonte: sitemedico