Destaques, Notícias

Vencendo o câncer de próstata na Terceira idade

publicado em 19 de janeiro de 2015

Recentemente o UOL publicou em seu segmento de saúde uma matéria mostrando os benefícios da associação entre bloqueio hormonal e radioterapia aos homens portadores de câncer de próstata localmente avançado.

Segundo o estudo que foi primeiramente publicado em uma das mais importantes revistas médicas de oncologia, o “Journal of Clinical Oncology”, os homens idosos com câncer de próstata podem viver mais, se forem tratados com radiação e com terapia hormonal, porém muitos homens não recebem esse tratamento, segundo alerta de pesquisadores americanos, feito já no início deste ano.

A terapia dupla salvou cerca de 50% mais vidas no grupo de homens entre 76 e 85 anos com câncer de próstata localmente avançado, em comparação com aqueles que fizeram apenas terapia hormonal, segundo o estudo. Trata-se da primeira pesquisa a se concentrar em homens da terceira idade com câncer de próstata localmente avançado.

O câncer de próstata localmente avançado acontece quando o câncer se espalhou para fora da glândula prostática, mas ainda não acometendo osso ou outros órgãos mais distantes. estimulando tumores mais agressivos. Estes tendem à metástase e se tornam fatais, afirmam os pesquisadores.

Estudos anteriores mostraram que, em média, 40% dos homens com câncer de próstata agressivo são tratados apenas com terapia hormonal. Há, portanto, um grupo significativo de pessoas que poderiam se beneficiar de uma terapia com radiação.

Falhas no uso de tratamentos eficazes para pacientes mais velhos são uma preocupação não só nos Estados Unidos, mas também no Brasil.

Neste estudo foram recrutados 31.541 homens com câncer de próstata, entre 65 e 85 anos de idade.

Rodrigo Motta – diretor do Núcleo de Terapia Especializada em Cancerologia (Nutec), do Hospital Santa Rosa e membro diretor da Sociedade Brasileira de Radioterapia.