Destaques, Notícias

Câncer de próstata é o segundo mais comum entre homens

publicado em 28 de agosto de 2013

O sexto tipo de câncer mais comum no mundo é o câncer de próstata, que é o segundo mais comum entre os homens. A doença ocorre quando transformações hormonais levam à multiplicação maligna das células da próstata.

dr.-gopal-murti-visuals-unlimited-corbis-300x21047618A próstata é uma pequena glândula exclusiva do sexo masculino. Ela produz o líquido espermático e tem o tamanho aproximado de uma castanha, pesando cerca de 20 gramas.

O Câncer de próstata não produz sintomas na fase inicial, exatamente a fase em que o diagnóstico é mais interessante, pois a doença é curável. O Chefe da Coordenação de Urologia do Grupo Hospitalar Conceição no Rio Grande do Sul, Gelson Spironello, afirma que é necessário um diagnóstico precoce “Isso ocorre por meio de exames clínicos de rotina: exames de sangue e toque”, explica.

Dr. Spironello explica também que além do câncer de próstata existe a lesão benigna, chamada hiperplasia. “Nem todo homem quando sente problemas, dificuldades para urinar significa que ele está com câncer. A tendência da próstata é crescer e nem sempre isso ocorre de forma maligna”, explica.

O essencial é que os homens realizem exames de rotina. Segundo o Coordenador da Área Técnica de Saúde do Homem, Eduardo Schwarz é necessário que os brasileiros cuidem mais da saúde. “Os homens devem fazer uso das áreas de prevenção. Diversos exames preventivos são oferecidos pelo SUS”, afirma.

Fatores de risco – Dos fatores de risco existentes para o câncer de próstata a idade é um dos mais relevantes Os casos de mortalidade pela doença aumentam em homens com mais de 50 anos e também em homens negros.

Gelson Spironello explica que a doença reflete fatores genéticos, relacionados à hereditariedade, e também ao estilo de vida não saudáveis. “Pessoas que fazem parte de grupos de risco e tem a doença no histórico familiar devem se cuidar para precocemente detectar qualquer problema”, afirma.

O tabagismo também é fator de risco e eleva em 61% as chances desse tipo de câncer. Uma dieta alimentar baseada em frutas, verduras, legumes e com pouca ingestão de gordura auxilia na diminuição das chances de câncer. “Mudanças de hábitos alimentares passando a comer mais verduras e poucos produtos industrializados e gordurosos são ações importantes para prevenção de câncer”, explica o urologista Gelson Spironello.

Fonte: Blog da Saúde