Destaques, Notícias

Após lei sancionada pelo prefeito, Saúde inicia ações de prevenção do câncer infanto-juvenil

publicado em 12 de fevereiro de 2015

O prefeito Percival Muniz sancionou a lei nº 8.329 que dispõe sobre a instituição no calendário da cidade da Semana Municipal de conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer infanto-juvenil. Mesmo sendo a semana realizada entre os dias 23 e 29 de novembro, a equipe da Secretaria Municipal de Saúde já iniciou as ações de prevenção.

Um material já está sendo preparado para ser distribuído nas Unidades de Estratégia da Família – ESFs sobre como identificar sintomas que podem ser de algum tipo de câncer. A intenção, segundo a gerente do Programa de Doenças Crônicas não Transmissíveis, Janne Paula Vieira Gonçalves de Araújo, o material explicativo auxiliará tanto pais como os profissionais de saúde das unidades de ESFs do município.

Além disso, começará a ser realizado uma programação de capacitação dos profissionais de saúde para que identifiquem precocemente o câncer infanto-juvenil. “A prevenção é fundamental, pois os índices de cura do câncer infanto-juvenil chegam a 90% dos casos”, explica a gerente do Programa.

Os principais tipos de câncer infanto-juvenil são leucemia, tumores do sistema nervoso central e os linfomas. “Os pais e os profissionais de saúde devem ter o conhecimento dos tipos de câncer mais comuns, bem como seus sintomas, por isso, estamos trabalhando na elaboração de uma cartilha com as informações mais relevantes”, destaca Janne Paula.

Os principais sintomas que podem indicar um câncer na população infanto-juvenil são anemia inexplicável, perda significativa de peso, febre prolongada, manchas rochas pelo corpo com sangramentos em locais em que não houve trauma, caroços que continuem crescendo após a melhora da inflamação, aumento dos olhos, reflexo branco nas pupilas, dor de cabeça que não melhora, acompanhada de vômito, dificuldade de engolir alimentos, mudança de cor, número de tamanho de pintas ou verrugas, mudanças no funcionamento intestinal, pneumonia sem cura, aumento do volume abdominal e otite crônica.

A gerente do programa alerta que ao perceberem um destes sintomas os pais devem procurar uma unidade de saúde, pois o diagnóstico precoce aumenta em 80% as chances de cura do câncer infanto-juvenil.

Fonte: Gabinete de Comunicação Social – Prefeitura Municipal de Rondonópolis

DSC_2666